Lucélio Garcia - contar histórias, poesias, etc...

Evento


06 de Fevereiro


 
 

Lançamento    INTERIOR

 

Data: 18/02/2011 - Hora:18hs

Local: Mega Store NorteShopping - I

 

 

                                                              

Lucélio Garcia, juntamente com

a Livraria Saraiva e a Editora Delicatta

CONVIDAM para o lançamento do livro

INTERIOR.

Coquetel e noite de autógrafos 

dia 18/02/2011 (sexta-feira), 18hs.

Local: Saraiva Mega Store NorteShopping I

(Térreo) ao lado da nova praça alimentação.

Av. Dom Helder Câmara, 5.080 – Cachambi/RJ

Escrito por Lucélio Garcia às 02h04 PM
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

30 de Dezembro


 

Escrito por Lucélio Garcia às 07h15 PM
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

 
 

Flauta doce

 

 

 

Flauta doce

 

A flauta toca

a música doce

que toca a flauta.

 

Que toca o vento

que mexe a planta,

que vai ao tempo.

 

Que toca a noite

que guarda a flauta

que fica muda.

 

Que abre o dia

que vê a flauta

que não silencia.

 

Que se repete

na doce música

que toca o ouvido.


Que escuta a flauta

virando à tarde

à noite, todo dia...

Escrito por Lucélio Garcia às 07h18 AM
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

27 de Novembro


 
 

Gafieira.............

 

 

                                          Eduardo Neves - Gafieira de bolso

 

Gafieira

 

É um sentimento,

um lamento chorão, mas alegre, brincalhão.

Parece de momento, mas é pura invenção....criação.

A dança é de cadeira, sem eira, sem beira,

é gafieira.

A morena bonita com seu corpo de verão,

feito violão, deixa o velho sentado....

louco de paixão.

E o barman, com cara de caveira logo diz...

É gafieira....

Escrito por Lucélio Garcia às 11h05 PM
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

11 de Julho


 
 


Choro das 3

Local: Instrumental SESC

 

Música essencialmente brasileira....

Escrito por Lucélio Garcia às 08h09 PM
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

04 de Julho


 
 

 

 

 

QUARTETO BRASIL

                                                                                                                Juazeiro (Luiz Gonzaga)

 

              Outro dia fui visitar um velho caminho de pedra,

Onde a carroça passava todos os dias,


Carregando pedaços de cana


E fazendo “barulho de coisa rasgada...”

Escrito por Lucélio Garcia às 06h22 PM
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

26 de Junho


 



                                                                              Ladino Song - Pas de deux

 

Pas de deux

 

Me sinto voando toda noite,

Com braços abertos e pernas arqueadas.

Não tenho sono e só vivo acordada,

Meu travesseiro é um açoite.

 

Mesmo cansada resolvo não parar,

Pois os outros sempre querem me ver,

Sou movida a desafios com parceiro forte.

 

Não tenho medo de envelhecer,

E não fujo da morte,

Que um dia chegará para mim.

 

Mas isso não será o fim,

Só me entristece saber que posso adoecer,

E não dançar mais o pas de deux.


No fim de tudo,

Vou para o espaço enternecer minha alma,

E por trás das cortinas de veludo,

Só um raio de luz me acalma.

Escrito por Lucélio Garcia às 08h28 PM
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

23 de Junho


 
 

 

Um raio


                     Cruzou na minha frente como um raio, 

E deixou um rastro de desejo definido.

Com seu aroma perfeito fiquei desordenado,

Quase deitado e adormecido.

O tempo veio e me deu sinais,

Fiquei pensando que era amor,

Mas quando a música terminou,

Percebi tudo, só ficou a dor...

Escrito por Lucélio Garcia às 07h18 PM
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

21 de Junho


 
 

Ivan Lins

Local: Show em São Paulo

 

Gosto de você


Gosto do seu jeito de andar,

Gosto de vê-la sorrir e cantar,

Aposto que toda manhã poderei vê-la sorrir,

E cantar para me divertir.


No inverno me sentirei aquecido

Com seus versos infantis

Mesmo sabendo que fui pego pelo cupido.


No verão descerei a cachoeira com cara de aprendiz

Mas satisfeito em tê-la comigo,

E alguém dirá, lá vai um homem feliz.


Na primavera de mãos dadas pelo jardim

Encontraremos sossego no banco da praça,

E no outono seremos invadidos pelo cheiro do jasmim,

Que soprará sobre nós o ar de sua graça.

Escrito por Lucélio Garcia às 09h06 AM
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

18 de Junho


 
 

Cerimônia de encerramento dos Jogos Olímpicos

Sara Brigtman & José Carreras - Amigos para siempre

      

Amizade

 

O que significa essa palavra?  A resposta pode ter vários sentidos,

porém, com certeza, o amor de Deus está na origem da palavra.

Podemos dizer que Deus quando tudo criou,

deu ao homem esse dom precioso que caracteriza na terra as boas relações entre os seres,

corpóreas ou não, dotando-os de sentimentos puros e elevados.

Sem o amor de Deus no coração do ser humano, não pode haver amizade sincera e pura.

Diferente do amor, a amizade dispensa juramentos e não oprime.

 Instintivamente podemos saber quem é nosso amigo e quem não é.

Não escolhemos nossos amigos e tampouco somos escolhidos por eles,

já que o elo transcende a nossa capacidade de mensurar o seu grau, bem como, as afinidades

Antes de tudo, trata-se de um exercício diário, pessoal e espiritual,

que acompanha o homem até o fim dos seus dias e extrapola os limites do seu estágio carnal.

Os atos grandiosos ou espalhafatosos são desnecessários para que alguém possa provar que é nosso amigo.

As palavras certas nos momentos adequados são sempre bem-vindas,

e mesmo as admoestações e críticas construtivas tornam-se elementos integrantes nas relações humanas.

Nossos pais podem não ser nossos melhores amigos na medida em que cada pessoa é única

e carrega consigo o seu próprio espírito que pode estar num estágio diferente.

Coleguismo e companheirismo não são sinônimos de amizade,

tendo em vista que esses nos são impostos circunstancialmente pela vida

e somente através da ação do tempo poderão construir um laço de amizade ou até mesmo tornarem-se inimigos.

Os amigos não morrem, não partem e não são esquecidos,

pois estão sempre vivos em nossas conversas e lembranças.

Constantemente passamos por provações a respeito de sentimentos mesquinhos,

 gerados pela maledicência humana que torna os indivíduos desregrados e

momentaneamente esquecidos dos bons sentimentos,

porém, aos amigos cabe uma palavra de compaixão,

conforto e resignação para mostrar o bom caminho

e restaurar-lhes as idéias e pensamentos positivos, uma vez que o fator negativo é um elemento transformador

que constitui obstáculo quando revivido espiritualmente.

Existe um trecho de poema que diz:

“Pode ser que um dia não mais existamos... mas se ainda sobrar amizade,

nasceremos de novo, um para o outro”

(Albert Einstein)

Escrito por Lucélio Garcia às 11h20 AM
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

11 de Junho


SADE - The moon and the sky

 

 A lua


É minha amiga,

Minha paixão antiga.

Por ela sou capaz de tudo e mais um pouco.

Desde um simples desejo,

Mesmo sem um beijo,

Até chorar de emoção,

Por um coração.

Na escuridão da noite,

Nunca estou sozinho,

Pois ela sempre me acompanha.

Mas que dor é essa que me apanha?

Sempre que a vejo morro de desejo,

De ficar na escuridão,

E declarar que os dias,

Não mais existirão.

Escrito por Lucélio Garcia às 09h54 PM
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

07 de Junho


 
 

MILES DAVIS - TUTU

 

 

 

 

 

Pequenos gestos


 São aqueles que mexem com a boca

Deixando rubra a nossa face.

Pequenos são os homens que correm do perigo,

Deixando para trás um abraço amigo.

Olhos rasgados para um lado,

Corpos virados em outra direção,

Cabeças sem o uso do disfarce,

Cujos pés indicam a intenção.

Dores contidas pelo engano do riso fácil,

Vencem batalhas no primeiro instante,

Mas sucumbem logo após de forma humilhante.

Pequenos gestos....

Escrito por Lucélio Garcia às 05h55 PM
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

04 de Junho


NANA CAYMMI - VINHO GUARDADO (Danilo Caymmi e Paulinho Tapajós)


 

Nana

(homenagem a Nana Caymmi)


Acordar ouvindo a sua voz

É como dormir sem sentir sono.

Nas manhãs de chuva com o frio

Batendo no rosto,

Esqueço todo o desgosto da vida profana.

Basta ouvir.

Os pássaros se encantam

E recolhem seu voo.

A floresta imantada se concentra e se cala,

O som que penetra no orvalho das manhãs

Transforma-se em gotas perfumadas.

Basta ouvir.

O tempo ungido de amor,

E o lamento sofrido e cantado em tom menor,

Acalmam a natureza

Com um sono profundo,

Algo feito prá quem ama.

E sentado na cadeira de vime,

Chamo você,

 Nana, neném.....

Nana Caymmi.

Escrito por Lucélio Garcia às 08h36 AM
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

03 de Junho


 
 

Thiago França - Na Gafieira

Tentando misturar a poesia do Vento com a excelente música de Thiago França

 

 

 Ventos

Que vão e que vem trazendo nos trilhos os trens,

Quebrando silêncios e despertando sentidos.

Escrito por Lucélio Garcia às 10h19 AM
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

02 de Junho


 
 

LENINE - A REDE

Lenine é um dos melhores da MPB.

Escrito por Lucélio Garcia às 07h19 PM
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Perfil



Meu perfil
BRASIL, Sudeste, RIO DE JANEIRO, Homem, de 56 a 65 anos, Portuguese, Arte e cultura, Viagens
Outro -

Histórico